Santo da Internet
Sacerdote italiano Santiago Alberione


Espanhol

                                      

 

Os navegantes na Internet já tem o seu próprio Santo

A Santa Igreja acaba de eleger o Santo que cuidará dos navegantes na Internet e das suas aventuras pela rede. É que às vezes precisarão da ajuda de um santo para que possam manter o computador conectado, que seja rápida a conexão, ajude na pesquisa e a encontrar os sites e acima de tudo, que os proteja contra o invasores.

Já faz algum tempo que o internet chegou a nossas vidas e, chegou para ficar. Pela mesma razão, era lógico que os navegantes na internet procurassem alguém para cuidar e guiar as suas aventuras e desventuras na WEB.

Com tudo isso em vista, o Colégio de Cardeais da Santa Igreja em Roma, elegeu ao seu santo protetor. Já que o “www” é um ícone dos avances tecnológicos, não podia ficar atrás de nada, nem  mesmo com respeito aos santos, já que os santos são os responsáveis de ter o “controle da ajuda” em todas as áreas.

De quem se trata? Do padre italiano Santiago Alberione – feito beato no dia 27 de abril pelo papa João Paulo II. O padre Santiago foi considerado pela igreja Católica como um profeta e apostolo das comunicações, porque  no começo do século XX, tento que responder as necessidades do mundo através de uma revolução da catequização com a ajuda dos meios de comunicação. Ele fundou as famosas “Paulinas”.

Este posto foi difícil de escolher, porque para que o Padre Santiago conseguisse este posto teve que competir com outros santos importantes.

O eleito como apostolo das comunicações, para que os navegantes peçam por eles, vai dar o toque espiritual, como diz a Igreja, que fazia falta neste mundo tão técnico.

O vaticano coincidiu com os navegantes, os quais deram o seu voto, através do site italiano Santi Beati, que fez uma pesquisa sobre quem deveria ser o santo responsável  da internet, Depois de varias votações, o favorito foi o padre Alberione.

O espanhol, Santo Isidoro, de Sevilha, era o favorito, quando a Igreja começou o estudo sobre quem deveria ocupar o posto. Também competiu com Santa Rita, Santa Tecla, Santo André, Santa Clara, São João Bosco, São Maximiliano Kolbe, São Pedro Regalado e, claro, com Santiago Alberione.

O  "eleito" como "apóstolo das comunicações" para que os cibernautas se encomendem a ele, aportará então o componente espiritual que - de acordo a Igreja Católica - faz falta neste "tecnificado" mundo.

O Vaticano concordou com os "navegantes", que emitiram seu voto através do site italiano Santi Beati, que abriu uma enquete sobre quem deveria ser o santo da Rede. Após varias "rodadas" de votações, o favorito da maior quantidade de internautas foi o padre Alberione.

Quem foi Santiago Alberione?

Nasceu no dia 4 de abril de 1884, em San Lorenzo di Fossano, Itália, em uma família muito católica e trabalhadora.

O “pequeno Santiago”, foi o quarto filho, e escutou o chamado de Deus quando ainda era muito pequeno.

Um dia na escola, no primeiro ano do primário, a sua professora lhe perguntou o que queria ser quando fosse maior, e ele respondeu “Quero ser Padre”.

E assim foi. Quando ele ainda tinha 16 anos entrou no seminário religioso em Alba. Neste lugar encontrou uma pessoa que seria padre, guia, amigo e conselheiro por mais de 46 anos, o Padre Francisco Chiesa.

Mais foi a noite do dia 31 de dezembro de 1900 que marcou a maravilhosa vida: durante a Eucaristia, recebeu uma luz especial que o fez entender os sinais dos tempos.... No dia 29 de junho de 1907, se formou como Padre.

A partir deste momento ele se sentiu obrigado a servir a Igreja e aos homens do novo século, e fundou em 1914 a Sociedade São Paulo, à qual seguiram outras quatro sociedades femininas, quatro instituições de seminário e outras associações diversas.

Também, como colheita do seu vínculo com os meios de comunicação junto com um trabalho de evangelização, criou uma comunidade religiosa que tinha como principal atividade impressão de jornais, livros, revistas com a única idéia de levar a todos os lugares os conceitos católicos.

No decorrer de sua vida, ele publicou vários livros e ajudou em edições para todo tipo de público das Sagradas Escrituras.

No dia 26 de novembro de 1971, aos 87 anos de idade, o Padre Alberione morre, e minutos antes da sua morte tinha recebido a visita do Papa Paulo VI.

As suas últimas palavras, que deixou como um testamento espiritual aos seu filhos e filhas, foi um convite à esperança: “Morro.....rezo por todos, Paraíso!”.

 Oração pela ajuda do Beato Santiago Alberione.

Você quer visitar o site oficial do São Santiago Alberione? Clique aqui.


Pd.Marcelo Rossi